Pages

LICENÇA

I- É terminantemente proibida a cópia total ou parcial das postagens neste blog.
II- Você pode citar trechos das postagens publicadas aqui desde que inclua um link de referencia ao blog "Enfermagem Continuada", dando os créditos de autoria a mim Enfª Ana Carolina Palmieri.
III- Lei 9610 - artigo 184 do Código Penal brasileiro.
Autora: Ana Carolina Palmieri (Enfermeira)

O cateter de oxigênio é fabricado em silicone, sendo flexível, maleável e com boa durabilidade. Visa administrar concentrações baixas a moderadas de oxigênio aos pulmões do cliente.

Material:
  • Luvas de procedimento.
  • Cateter de O2 descartável.
  • Extensão de O2.
  • Umidificador.
  • Fluxômetro.
  • Regulador de pressão.
  • Água destilada estéril.
Descrição da Técnica:
  • Lavar as mãos.
  • Reunir o material e colocar na mesa de cabeceira do cliente.
  • Orientar o cliente e/ou o acompanhante sobre o que será feito.
  • Posicionar o cliente de forma confortável.
  • Instalar o fluxômetro na rede de oxigênio e testá-lo.
  • Colocar água destilada no copo do umidificador até o nível indicado, fechar e conecta-lo ao fluxômetro.
  • Conectar a extensão plástica ao umidificador.
  • Instalar o cateter nasal no cliente e ajustá-lo, evitando tracionar as asas do nariz.
  • Conectar a parte distal do cateter à extensão plástica do umidificador.
  • Abrir e regular o fluxômetro no volume de oxigênio prescrito pelo médico.
  • Fixar o cateter na face do cliente, com as hastes atrás das orelhas, como um “óculos”.
  • Recolher o material e organizar o local.
  • Anotar o procedimento em impresso próprio, no prontuário do cliente.




POSTAGENS POPULARES

TOTAL DE VISITAS

 
Copyright (c) 2010 ENFERMAGEM CONTINUADA. Design by WPThemes Expert

Themes By Buy My Themes and Direct Line Insurance.