Pages

LICENÇA

I- É terminantemente proibida a cópia total ou parcial das postagens neste blog.
II- Você pode citar trechos das postagens publicadas aqui desde que inclua um link de referencia ao blog "Enfermagem Continuada", dando os créditos de autoria a mim Enfª Ana Carolina Palmieri.
III- Lei 9610 - artigo 184 do Código Penal brasileiro.
Autora: Ana Carolina Palmieri (Enfermeira)

Uma medicação injetada nos tecidos adiposos (gordura), abaixo da pele, se move mais rapidamente para a corrente sangüínea do que por via oral. A injeção subcutânea permite uma administração medicamentosa mais lenta e gradual que a injeção intramuscular, ela também provoca um mínimo traumatismo tecidual e comporta um pequeno risco de atingir vasos sanguíneos de grande calibre e nervos. Absorvida principalmente através dos capilares, as medicações recomendadas para injeção subcutânea incluem soluções aquosas e suspensões não irritantes contidas em 0,5 a 2,0 ml de líquido.

Material:
  • Luvas de procedimento.
  • Bandeja de inox.
  • Medicação a ser administrada.
  • Seringa de 1ml identificada: nome do cliente, nome da medicação, leito e horário.
  • Agulha 13 x 4,5.
  • Bola de algodão.
  • Biombo s/n.

Descrição da Técnica:
  •  Lavar as mãos.
  • Realizar o preparo da medicação no Posto de Enfermagem.
  • Reunir o material e levar ao leito do cliente.
  • Orientar o cliente e/ou o acompanhante sobre o que será feito.
  • Preparar o ambiente solicitando a saída de acompanhantes e/ou posicionando o biombo de maneira que favoreça privacidade ao cliente, dependendo da área escolhida para a aplicação.
  • Selecione um local de injeção apropriado.
  • Com a sua mão não dominante, agarre a pele ao redor do ponto de injeção firmemente para elevar o tecido subcutâneo, formando uma dobra de gordura de 2,5cm.
  • Segurando a seringa com a sua mão dominante, insira a bainha da agulha entre os dedos anular e mínimo da sua outra mão enquanto agarra a pele ao redor do ponto de injeção. Puxe para trás a seringa com a sua mão dominante para descobrir a agulha agarrando a seringa como um lápis. Não toque a agulha.
  • Posicione a agulha com o bisel para cima.
  • Insira a agulha rapidamente em um único movimento. Libere a pele do cliente para evitar a injeção da medicação em um tecido comprimido e irritar as fibras nervosas.
  • Após a injeção, remova a agulha delicadamente (mas de forma rápida) na mesma angulação utilizada para a inserção.
  • Cubra o local com um chumaço de algodão seco e massageie delicadamente (a menos que você tenha injetado uma medicação que contra indique a massagem, como a heparina e a insulina) para distribuir a medicação e facilitar a absorção.
  • Colocar a seringa na bandeja, sem encapar a agulha.
  • Recompor o cliente e a unidade.
  • Descartar o material em caixa de perfuro cortante.
  • Lavar as mãos.
  • Anotar procedimento em impresso próprio, no prontuário do cliente.

POSTAGENS POPULARES

TOTAL DE VISITAS

 
Copyright (c) 2010 ENFERMAGEM CONTINUADA. Design by WPThemes Expert

Themes By Buy My Themes and Direct Line Insurance.