Pages

LICENÇA

I- É terminantemente proibida a cópia total ou parcial das postagens neste blog.
II- Você pode citar trechos das postagens publicadas aqui desde que inclua um link de referencia ao blog "Enfermagem Continuada", dando os créditos de autoria a mim Enfª Ana Carolina Palmieri.
III- Lei 9610 - artigo 184 do Código Penal brasileiro.
Autora: Drª Ana Carolina de Morais Rêgo Palmieri - Enfermeira Especialista.

O procedimento cirúrgico é quando o paciente/cliente será submetido a uma cirurgia (processo terapêutico).

Tipos de Cirurgia:
  • Eletiva.
  • Emergência.
  • Urgência.
  • Curativa.
  • Paliativa.
  • Diagnóstica.
  • Reparadora.
  • Reconstrutora/cosmética/plástica.
Classificação Por Porte:
  • Pequena (perda de fluídos e sangue em pouca quantidade - ex: mamoplastia).
  • Média (perda de fluídos e sangue em média quantidade - ex: parto cesárea).
  • Grande (perda de fluídos e sangue em grande quantidade - ex: vasculares/cardíaca).
Classificação Por Tempo de Duração:
  • Porte I: até 2 horas.
  • Porte II: 2 a 4 horas.
  • Porte III: 4 a 6 horas.
  • Porte IV: > 6 horas.
Classificação Por Potencial de Contaminação:
  • Limpa (ausência de processo inflamatório ou infeccioso e não há penetração no trato respiratório, digestório e urinário).
  • Contaminada (presença de inflamação aguda e microbiota bacteriana abundante).
  • Potencialmente contaminada (drenagem aberta e ocorre penetração no trato respiratório, digestório ou urinário).
  • Infectada (processo infeccioso, tecido necrótico, ferida de origem suja e corpo estranho).
Principais Tempos da Cirurgia:
  • Dierese: divisão dos tecidos que possibilita o acesso à região a ser operada.
  • Hemostasia: parada do sangramento.
  • Exerese (retirada parcial ou total de um tecido e/ou órgão).
  • Síntese: fechamento dos tecidos.
Cuidados Básicos de Enfermagem Pré-Operatório:
  • Orientar o cliente e/ou o familiar sobre o que será feito.
  • Checar os exames laboratoriais e/ou de imagem solicitados pelo médico.
  • Conferir o tempo de jejum do cliente.
  • Aferir sinais vitais (SSVV).
  • Verificar o peso e a altura.
  • Colocar a pulseira de identificação.
  • Orientar sobre risco para queda se houver necessidade.
  • O enfermeiro deve realizar o histórico de enfermagem (exame físico: integridade cutânea e circulatória), checando as patologias de base, uso de medicamentos diários, etilismo, tabagismo, uso de drogas e alergias em geral.
  • Verificar qual o tipo de cirurgia que será realizada, observando na prescrição médica ou checando com o enfermeiro se terá necessidade de tricotomia e qual o local.
  • Encaminhar para o banho de chuveiro s/n.
  • Oferecer a camisola, a touca e o par de propés ao cliente, auxiliando s/n.
  • Conferir se o cliente e/ou o familiar preencheram o termo de consentimento para autorização do procedimento.
  • Retirar adornos e/ou qualquer tipo de prótese.
  • Retirar esmaltes das unhas s/n (dificulta observar a perfusão periférica).
  • Orientar o cliente a esvaziar a bexiga antes de encaminhar ao centro cirúrgico.
  • Realizar a anotação de enfermagem.
Cuidados Básicos Pós-Operatório Imediato:
  • Manter repouso no leito.
  • Aferir sinais vitais (SSVV) ou manter o cliente monitorizado s/n.
  • Administrar os medicamentos conforme prescrição médica.
  • Verificar o tipo de anestesia que o cliente recebeu (raquidiana não pode levantar a cabeça nas primeiras horas para não causar cefaléia pós-raqui).
  • Atentar-se aos sinais e sintomas.
  • Checar o horário em que será liberada a dieta ou se permanecerá em jejum terapêutico.
  • Observar o aspecto do curativo (se esta babando).
  • Controlar os débitos dos drenos e CVD se houver.
  • Oferecer a comadre ou papagaio s/n.
  • Deixar a campainha próxima do leito.
  • Realizar a anotação de enfermagem.




POSTAGENS POPULARES

TOTAL DE VISITAS

 
Copyright (c) 2010 ENFERMAGEM CONTINUADA. Design by WPThemes Expert

Themes By Buy My Themes and Direct Line Insurance.